Greatest Hits

Greatest Hits
Tele-jogo, o videogame de uma geração

Greatest Hits

Greatest Hits
Coletânea de sucessos de uma fita Basf

Greatest Hits

Greatest Hits
O Rockeiros Nacionais também envelheceram

Greatest Hits

Greatest Hits
IoIô da Coca-Cola

Os 11 melhores discos do rock nacional da década de 80

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Alguns álbuns oitentistas ficaram marcados na memória de todos, pois conseguiram emplacar vários sucessos ou até mesmo todo o disco. Tomei a liberdade de fazer minha seleção dos 10 melhores discos da década de 80. Se discordar ou tiver alguma inclusão a fazer, é só registrar os comentários.

Os Paralamas do Sucesso – Selvagem?

0000029473_350

Lançado em 1986, este álbum contrapunha a “manipulação” desde sua capa (com o irmão de Bi no meio do mato apenas com uma camiseta em torno da cintura), e misturava novas influências, principalmente da MPB. Com sucessos como “Alagados“, “A Novidade” (a primeira com participação de Gilberto Gil, e a segunda co-escrita com ele), “Melô do Marinheiro” e “Você” (de Tim Maia), Selvagem? vendeu 700.000 mil cópias e credenciou os Paralamas a tocar no cultuado Festival de Montreux, em 1987.

Kid Abelha – Educação Sentimental

CD KID ABELHA - EDUCACAO SENTIMENTAL
Educação Sentimental é o segundo álbum da banda brasileira de música pop Kid Abelha e os Abóboras Selvagens, lançado originalmente em 1985 pela WEA Records. Este foi o último álbum com a participação de Leoni, o então principal compositor do grupo. Emplacou vários sucessos como: Lágrimas e Chuva, Educação Sentimental II, Os Outros, Educação Sentimental, Garotos, A Fórmula Do Amor.

Ultraje a Rigor – Nós Vamos Invadir sua Praia

Ultraje a Rigor - Nós vamo invadir sua praia [1985]
Seu primeiro LP, "Nós vamos invadir sua praia", lançado em 1985 e puxado inicialmente por "Ciúme", foi um enorme sucesso. Foi o primeiro LP de rock nacional a conseguir discos de ouro e platina. Das 11 músicas do disco, 9 foram amplamente executadas e o Ultraje quebrou recordes de público em diversas casas de shows no Brasil inteiro. Faziam parte deste álbum entre outras: Nós vamos invadir sua praia, Rebelde sem causa,  Zoraide, Ciúme, Inútil, Marylou, Eu me amo,  Independente Futebol Clube.

Biquíni Cavadão – Cidades em Torrente

CPIA_D~1
Cidades em Torrente é o nome do primeiro LP da banda Biquíni Cavadão. Foi lançado em 1986 pela gravadora Polydor. O cantor Renato Russo, vocalista da Legião Urbana, participou da canção Múmias. Herbert Vianna, dos Paralamas do Sucesso, por sua vez, gravou as guitarras das canções TédioNo Mundo da Lua (ambas presentes no primeiro compacto do Biquíni) e Inseguro de Vida. A canção Reco foi dedicada pelo vocalista Bruno aos jovens que desejavam sair do serviço militar obrigatório no Brasil. Emplacou entre outros sucessos: Múmias, Domingo,No mundo da lua, Reco, Timidez, Tédio.

Ira! – Vivendo e Não Aprendendo

vivendo-e-nao-aprendendo20ira1
Considerado por muitos fãs como seu melhor álbum, Vivendo e Não Aprendendo foi o mais famoso e o também o mais bem sucedido comercialmente disco da banda.  O disco de 1986, segundo o jornalista Ricardo Alexandre em seu livro Dias de Luta (cujo nome foi tirado, obviamente, de um dos sucessos deste álbum), vendeu 180 mil exemplares à época de seu lançamento, apesar de outras fontes divergirem quanto à isto (estimando as vendagens entre 150 e 250 mil cópias). Por mais de dez anos, foi o único álbum do Ira! a ter alcançado o status de disco de ouro. Alguns sucessos desse álbum: Envelheço na Cidade, Dias de Luta, Vitrine Viva, Flores em Você, Quinze Anos (Vivendo e Não Aprendendo), Gritos na Multidão, Pobre Paulista.

Legião Urbana – Dois

Legião Urbana - Dois
Dois é o segundo álbum da banda Legião Urbana, lançado em julho de 1986. O sucesso do álbum anterior fez com que Renato Russo cogitasse fazer o segundo álbum como duplo, intitulado Mitologia e Intuição. A gravadora, porém, não se entusiasmou com a idéia, e o álbum acabou sendo simples. Mesmo assim, acabou responsável pela maior quantidade de vendas da história da Legião Urbana, alavancado pelo sucesso de "Eduardo e Mônica", uma faixa que era considerada difícil, por não ter um refrão. O álbum vendeu mais de 1,2 milhão de cópias. Faz parte deste álbum dentre outras: Daniel Na Cova Dos Leões, Quase Sem Querer, Acrilic on Canvas, Eduardo e Monica, Tempo Perdido, Música Urbana 2, Andrea Doria, Índios.

Titãs – Cabeça de Dinossauro

Cabeca-Dinossauro-Titas

Cabeça Dinossauro é o terceiro álbum de estúdio da banda brasileira de rock Titãs, lançado em junho de 1986. Lançado em finais de junho de 1986, não só marcou a estréia da parceria da banda com o produtor Liminha como também garantiu o primeiro disco de ouro para a banda, em dezembro do mesmo ano. A prisão de Arnaldo Antunes e de Tony Bellotto, nos finais de 1985, por porte de heroína, e a clara vontade da banda querer buscar uma unidade sonora – mais precisamente, pesada - influenciaram na mudança estética que a banda tomou neste LP, após a expressão de uma sonoridade um tanto confusa (que poderia revelar algumas boas canções) nos dois álbuns anteriores. A capa foi baseada em um esboço do pintor italiano Leonardo Da Vinci, intitulado A expressão de um homem urrando. Um outro desenho de Da Vinci, Cabeça grotesca, foi para a contracapa do disco. Esse álbum emplacou vários sucessos: Aa Uu, Polícia, Bichos Escrotos, Família, Homem Primata, O Quê.

Lobão – Vida Bandida

lobaovidabandida
O que mais tive dificuldade em escolher foi o Lobão, fiquei em dúvida entre o Vida Bandida e o Ronaldo Foi Pra Guerra: 1984, que teve sucessos como: Corações Psicodélicos, Me Chama, etc. Resolvi optar pelo Vida Bandida por causa do número maior de sucessos emplacados. Vida Bandida é o terceiro álbum solo do cantor e compositor brasileiro Lobão sendo lançado em 1987. O disco foi gravado durante a estada de Lobão na cadeia e possui grandes sucessos como Rádio Bla, Vida Bandida e a mais conhecida do disco, Vida Louca Vida. Estima-se que o álbum tenha vendido mais de 350 mil cópias no Brasil inteiro. Em 1985 Lobão lançou o single, que pra mim, é a música mais marcante do cantor "Decadence Avec Elegance".

Camisa de Vênus – Correndo o Risco

Camisa de Vênus (1986) Correndo o Risco
Correndo o Risco foi o quarto álbum da banda  Camisa de Vênus, liderada por Marcelo Nova, e o primeiro lançado pela WEA, em 1986. Este trabalho marca uma fase mais madura da banda, apresentando arranjos mais elaborados.
O álbum teve três sucessos que tocaram nas rádios: Simca Chambord, Só o fim e Deus me de grana. Havia também um cover de Raul Seixas, (Ouro de tolo), e a orquestrada A ferro e fogo. Na época foi dito que esta canção daria o nome do trabalho, e somente não foi por causa de um álbum da banda paulista Golpe de Estado, que lançou no mesmo ano um álbum com este nome.
 
RPM – Rádio Pirata ao Vivo
 
RPM ao vivo
 
Esse talvez seja o àlbum mais marcante do Rock Nacional, Rádio Pirata ao Vivo é o segundo álbum da banda RPM, lançado em 1986. É um dos discos mais vendidos da história da indústria fonográfica do Brasil, com 2,5 milhões de cópias vendidas. Gravado no Pavilhão de Exposições do Complexo do Anhembi, em São Paulo, o show, com direção do cantor Ney Matogrosso, traz grandes sucessos, como Revoluções Por Minuto, Rádio Pirata, Olhar 43 e as então inéditas Naja (instrumental baseado nos teclados de Luiz Schiavon) e Alvorada Voraz, além das regravações de London, London (de Caetano Veloso) e de Flores Astrais (do grupo Secos & Molhados, do qual Ney Matogrosso fez parte).
 
Nenhum de Nós – Cardume
 
1989 - Cardume
 
1989 foi o ano escolhido para receber o 2º disco do Nenhum de Nós, Cardume. Disco de vendagem expressiva e que levou a música do Nenhum aos quatro cantos do país. Com uma versão para a música de Dawid Bowie, “Starman”, fez o Brasil inteiro pular ao som de “O astronauta de mármore”. Este álbum pode ser referido como “inovador”. Por quê? Uma das participações especiais do disco é Renato Borghetti , o conhecido Borghettinho, que foi convidado a ferir carinhosamente a faixa “Fuga” com sua gaita ponto. Coisa que uma banda de rock não havia feito até então. As guitarras pesam nesse disco, que tem ainda uma faixa em inglês. Foi lançado em fita K-7, LP e CD. O formato CD traz como bônus quatro músicas do 1º disco.
 
Zero – Passos no Escuro
 
Zero (1985) Passos no Escuro - Front
 
Lançado em 1985 pela EMI-Odeon, Passos no Escuro, teve como destaques “Agora eu Sei" com participação de Paulo Ricardo e "Formosa". Estas canções tiveram grande repercussão nas rádios de todo o Brasil e proporcionou ao grupo Zero um disco de ouro com mais de 200 mil cópias vendidas.
 
Está aí minha coletânea. Gostaria de registrar que a seleção não possui classificação por importância.
 
Fontes: Wikipédia e Google






















6 comentários:

Postar um comentário

# Antes de comentar, leia o artigo;
# Os comentários deverão ter relação com o assunto;
# Por gentileza não utilize o internetês ou miguxês;
# Quer mostrar seu blog? Use a opção "Open ID";
# Comentários ofensivos ou pessoais serão sumariamente deletados;
# As opiniões nos comentários não refletem a opinião do blog e são de inteira responsabilidade dos seus autores;

Leu as regras? Agora comenta!